Porto Velho, 29 de Julho de 2014

OCOMBATENTE SEM CENSURA

DOS TEMPOS ROMANOS "DAI PÃO E CIRCO QUE O POVO SE CALA"

08/04/12 às 10:07 | TADEU ITAJUBÁ
Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do Destinatário:
E-mail do destinatário:
Mensagem:
Seu Nome:
Seu E-mail:
Mensagem:

O que mais precisam? Tendo isso, eles não querem mais nada. Não têm perspectiva, não têm objetivos grandiosos. Querem só comer e se divertir. Assim cresceu o império romano e assim segue algumas oligarquias aqui nas “Terras de Rondon”.

Mas uma minoria do povo não era controlada e hoje também a história se repete a quem se posiciona. Possuía conhecimento e retórica nos tempos modernos é continuada. Nos tempos romanos estavam no encalço pela disputa de poder que era facilitada pelas conspirações e traições palacianas que acabavam por abrir uma lacuna de corrupção no governo regente que era desmantelado, para variar a realidade do segundo milênio não é muito diferente.

Mas o governo seguia na Roma Antiga e assim caminha a humanidade não muito diferente do tempo dos Césares.

O importante e sempre foi manter o povo calado. Calado e contente com a esmola que recebia e era de receio geral que essa fosse perdida numa revolta. Anfiteatros para peças e lutas de gladiadores eram construídos, hoje é carnaval e festas, o pão, o mísero pão era distribuído como um gesto de grande “generosidade” e “solidariedade” dos governantes.

Hoje tem governantes que sem modernizaram distribuem peixes no lugar de pão, para como os “Césares’ serem mantidos no poder eternamente.

 

Pão e circo.

Educação não.

Educação é prejudicial.

Educar o povo é abrir seus olhos para a podridão que já causa vômitos nos que a compreendem, mas é minoria. Uma minoria esmagada por um exército de pobres que continuam sorrindo com um pão sujo na mão, um circo armado e nenhuma visão.

 

LEIA TAMBÉM

 

PREFEITO JEAN DOS MULETAS TENTA DIBLAR A LEGISLAÇÃO ELEITORAL DISTRIBUÍNDO TONELADAS DE PEIXES PARA SEUS ELEITORES

 

2009 - O COMBATENTE - Todos direitos reservados.